Fonte dos Milagres

A capela de Candeias fazia parte da freguesia de Nossa Senhora da Encarnaçao de Passé. A pequena distancia da igreja, no sopé do monte, está a “fonte dos milagres”. Corre desde entao, entre o povo, esta piedosa lenda: Humilde ceguinha vinda do alto sertao acompanhada de seus pais e sob a inspiraçao da Virgem tivera ali uma visao da Mae de Deus, que lhe ordenara banhar-se naquela fonte, para recuperar a luz dos olhos. E aconteceu, exatamente como havia sido mandado. E o milagre se operou. A fama milagrosa de Nossa Senhora das Candeias espalhou-se daí por diante.

Antigamente, o transporte para Candeias era feito somente, em barcos ou em saveiros. Os que vinham do sertao faziam dezenas de léguas a cavalo ou a pé, enquanto outros se utilizavam de carros de bois. Apesar de dificuldades sem conta, as romarias eram constantes e numerosas.

Hoje o Santuário atrai a atençao de toda a Bahia Católica, e de estados vizinhos. A secular e milagrosa Imagem da Mae de Deus, tendo ao colo o Salvador do mundo, continua recebendo no trono de Candeias as homenagens de veneraçao e amor de milhares de romeiros vindos de toda parte, “COM FÉ IMPRESSIONANTE NO ATENDIMENTO FAVORÁVEL DE SUAS SUPLICAS”. E cada vez mais se torna celebre o Santuário, pelos milagres e graças alcançadas pela intercessao poderosa da Senhora das Luzes.

Já em 1971, o Senhor Arcebispo D. Manoel Joaquim da Silveira, concedia quarenta dias de indulgencias aos fieis que, visitando a capela de Nossa Senhora das Candeias, rezassem devotamente uma Ave-Maria em louvor do grande privilegio da Maternidade Divina da Santíssima Virgem.

DSC_8501

 

ÁGUA MILAGROSA CURA CEGUEIRA DA MENINA STEPHANY

 

Rubenisse Souza Lima Dias, pertencente a igreja Batista, morou durante algum tempo em Candeias, depois se mudou para Vitória no Espírito Santo, onde nao viveu feliz, pois lá sua filha concebeu uma neta cega desenganada pelos médicos, dentre eles o renomado Dr. Márcio Nemmer de Belo Horizonte.

Rubenisse sofrendo muito, nao aceitava o que tinha ocorrido, até que um dia sonhou com Nossa Senhora das Candeias lhe pedindo que lavasse os olhos da neta com águas da sua Fonte Milagrosa, ela porem nao acreditava. Ao acordar nao se conteve e ligou para sua Mae Leontina de Souza Oliveira, moradora de Candeias, pedindo que levasse uma porçao da água da Fonte dos Milagres para a cidade de Vitória, e assim foi feito.

Tão logo a água chegou, cuidaram de lavar os olhos de Stephany e ao passar de alguns dias começaram a notar diferenças no olhar da menina e levaram-na de novo ao medico para exames e nada foi constatado. Na terceira visita ao médico e após a realizaçao de exames, a cura foi atestada, porque a criança atendeu um pedido da Mae que dependia da sua visao. Sua mae pedira que ela acompanhasse com a cabeça o movimento da sua mao, que empunhava um isqueiro aceso movimentando-o da direita pra a esquerda.

Rubenisse foi a procura do pastor da sua religiao (Igreja Batista) e este afirmou que a menina estava curada, graças as oraçoes da Igreja.

Depois, Rubenisse cumpriu sua promessa vindo a Candeias, apresentando sua neta em uma Missa, onde foi relatado o testemunho.

Hoje a criança é acompanhada por oftalmologistas renomados e sua avó, eternamente agradecida a Nossa Senhora das Candeias, tornou-se devota da Mae de Deus das Candeias. Isto se deu em Agosto de 2001. Em 2007, a pequena Stephany, sua mae e sua avó, estiveram no Santuário para mais uma vez agradecer a Mae de Deus das Candeias e durante a celebraçao da Santa Missa, proclamaram através de testemunho, o milagre ocorrido.